Expresso News - Correndo atrás da notícia, pra você saber na frente!

Notícias/São Gotardo

Suspeito de matar rapaz a facadas é baleado em São Gotardo

Segundo a PM, ele confessou que matou o rapaz de 22 anos e contou que, após o crime, se escondeu na casa de uma prima, adormeceu e acordou com autores

Suspeito de matar rapaz a facadas é baleado em São Gotardo
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Um rapaz de 21 anos, suspeito de matar outro, de 22 anos, foi baleado no domingo (20) em São Gotardo. Ele confessou o crime, segundo a Polícia Militar (PM). e disse que se escondeu na casa de uma prima, adormeceu e acordou com autores atirando nele.

A Polícia Civil informou ao g1 que um inquérito foi instaurado para apurar a morte do rapaz de 22 anos. A corporação não informou se o autor foi preso e nem deu outros detalhes. De acordo com a PM, na noite do sábado (19), militares foram chamados no pronto-socorro onde a equipe médica informou que havia dado entrada um rapaz de 22 anos com ferimentos graves na barriga causados por faca.

Ainda segundo a polícia, devido à gravidade dos ferimentos, a vítima foi transferida para um hospital em Patos de Minas, mas não resistiu. Testemunhas informaram para a polícia que o rapaz estava em um bar no bairro Boa Esperança e que ele havia ingerido bebida alcoólica. Ainda segundo a PM, ele e outro rapaz tiveram um desentendimento por causa de um jogo de baralho.

Os dois se agrediram e, em determinado momento, o rapaz de 21 anos pegou uma faca e golpeou o de 22 anos. Em seguida, ele fugiu do local e a vítima foi socorrida por terceiros.

Suspeito baleado

Na noite do domingo (20), a PM esteve no pronto-socorro a pedido da equipe médica. A informação era de que um rapaz de 21 anos tinha sido procurado depois de ser atingido por tiros. Em conversa com o rapaz, ele confessou que era o autor do homicídio registrado no bar no sábado e também disse à polícia que, após o crime, foi para a casa de uma prima para se esconder.

Ele explicou que adormeceu na casa dela e acordou com cerca de seis pessoas, que invadiram a casa e atiraram nele. Ele também disse que foi agredido com chutes e socos. O motivo, segundo a PM, seria o crime cometido por ele. A PM disse que o rapaz passou por atendimento e, em seguida, foi encaminhado para a delegacia da Polícia Civil.

FONTE/CRÉDITOS: g1 Triângulo e Alto Paranaíba
Comentários:

Veja também

Envie sua pauta para nossa equipe!